Uma indagação chamou a atenção do plenário durante a discussão do Projeto de Lei do Executivo que isenta do IPTU no ano de 2017 as casas atingidas pela enchente na Vila Progresso. Segundo o vereador Paulo César Beltrão, a fiscalização do cadastro das famílias deve ser minuciosa, uma vez que algumas famílias atendidas pagam o aluguel e a isenção do IPTU seria um beneficio do proprietário.

O vereador Leonardo Donizeti de Morares, líder do prefeito, lembrou que muitas vezes o próprio inquilino é responsável pelo pagamento de IPTU, mas que levará a sugestão ao executivo para que a analise seja feita.