Na 16ª Sessão Ordinária, dia 8 de outubro, o cidadão Paulo César Eduardo fez uso da Tribuna Popular para discorrer sobre a possibilidade de regulamentação da profissão de Vigia Noturno no município, uma vez que já existem precedentes na região. Estudantes de Direito, Paulo se dedica a essa profissão há oito anos e possui uma empresa aberta que presta esse serviço e gera empregos na cidade. Segundo o cidadão, a regulamentação da profissão é importante não só para os profissionais da classe, mas também para os cidadãos que pagam pelo serviço, tendo eles maior segurança da procedência e da regularidade dos profissionais que atuam na área.