Com medidas de prevenção em vigor, a sessão ordinária dessa segunda-feira, dia 23 de março, aconteceu sem presença de público e apenas com votação de matérias em regime de urgência. O uso da tribuna também não foi permitido devido às restrições.

Para evitar que houvesse aglomeração no plenário da Casa, a reunião não contou com presença dos veículos de imprensa e da população, ambos podendo acompanhar através da transmissão ao vivo realizada na página oficial da Câmara de Guaxupé no Facebook. Além disso, os vereadores presentes também tomaram a precaução de não sentar a pouca distância entre si. Devido às portarias já publicadas para regular o funcionamento do Legislativo durante a situação de pandemia, houve a tramitação apenas de matéria em regime de urgência e não foi permitido o uso da tribuna.

Na sessão foi aprovado projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a tomar empréstimo no valor de R$ 1,9 milhão com o programa Brasil Eficiente, do Banco do Brasil. O montante será destinado para áreas de saúde, infraestrutura viária e modernização da gestão. Contudo, o PL apenas autoriza a operação, que ainda precisa ser aprovada pela instituição financeira. Além disso, uma lei anterior, aprovada em 2015, que autorizava operação de crédito de R$ 2,03 milhoes foi revogada devido ao novo PL ter melhores condições para a administração pública.